Este ex-libris da cidade de Viana do Castelo situa-se no monte de Santa Luzia e a sua história remonta ao período medieval. O miradouro do Santuário de Santa Luzia foi considerado o terceiro melhor panorama do mundo pela National Geographic devido à sua vista ampla para a cidade que junta o mar e o rio Lima.

O Santuário de Santa Luzia é um cartão de visita em Viana do Castelo. Quem passa pela cidade não fica indiferente a este marco arquitetónico. O Santuário apresenta uma planta centrada em forma de cruz grega de raiz bizantina com uma cúpula no topo e as maiores rosáceas da Península Ibérica. Os vitrais foram feitos na Oficina de Ricardo Leone e a pintura mural por Manuel Pereira da Silva. O templo-Monumento conjuga o Neo-Romântico com o Neo-Bizantino, com algumas referências ao gótico. É um símbolo não só de união religiosa, com pessoas de vários cantos do país e do mundo a quererem visitá-lo e a prestar a sua homenagem. A 13 de dezembro celebra-se a memória litúrgica da Virgem e Mártir Santa Luzia. Por este motivo, o Santuário é o espaço de celebração da memória de Santa Luzia com a envolvente festa que se estende por vários dias e que atrai visitantes nacionais e internacionais.

A construção do Santuário de Santa Luzia começou em 1904 e ficou concluída em 1959, pela Confraria de Santa Luzia, entidade que tutela o monumento. No seu exterior, no Jardim das Tílias, o espaço conta com o Museu de Santa Luzia, criado em 2003 e restruturado este ano com um novo espaço expositivo, reservas museológicas e arquivo histórico. O objetivo do museu passa por preservar, estudar e divulgar o património da Confraria.