Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros

Com uma missão social e de assistência à população, a Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros distingue-se pelo facto de ser autossuficiente na produção de vinhos, azeite e produtos hortícolas. O azeite, vinho e espumante da Quinta do Lombo são uma marca da instituição transmontana.

Fundada em 1927, a Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros tem como principal atividade “prestar assistência à terceira idade através de lar de idosos, centro de dia e apoio domiciliário”, explica Alfredo Castanheira Pinto, Provedor da instituição. Com dois lares, em Macedo de Cavaleiros e em Lombo, a Santa Casa emprega 130 pessoas e assume-se como uma instituição autossustentada através da produção agrícola.

A Quinta do Lombo é uma propriedade com cerca de 100 hectares herdada pela Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros. “Desde que tomei posse como Provedor que pretendia que a Misericórdia fosse sustentável. O primeiro passo foi a plantação dos sete hectares de vinha na Quinta do Lombo”, contou Alfredo Castanheira Pinto. Em 2003 foi construída uma adega e, nessa altura, começou a participação em concursos internacionais, com a obtenção de várias medalhas de ouro, prata e bronze.

Na Quinta do Lombo são produzidos vinhos, espumantes e azeite. Proprietária de mais de quatro mil oliveiras, a Santa Casa é autossuficiente na produção de azeite extra-virgem de elevada qualidade, com baixa graduação e que é obtido poucos dias após a apanha da azeitona. Em relação aos vinhos, a produção tem aumentado nos últimos anos e a expectativa é atingir os 10 hectares de vinha, mantendo a qualidade.

“O que começou por ser um produto para autossustento da Santa Casa, a partir de 2003 passou a ser um produto vendido ao consumidor, o que nos permite investir na área social”, garantiu o Provedor. Os vinhos e azeite com a marca Quinta do Lombo são vendidos diretamente ao público mas também a IPSS de todo o país.

Atualmente, a Santa Casa da Misericórdia de Macedo de Cavaleiros produz 90 por cento do seu consumo, através da produção em estufa de vários produtos hortícolas e da criação de 197 ovelhas da raça churra da Terra Quente e 12 porcos. Nas quintas agrícolas da instituição, localizadas em Chacim, Cortiços, Macedo de Cavaleiros, Peredo, Vale Prados e Podence, trabalham 16 funcionários.