A Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto é uma área protegida com cerca de 960 hectares, dos quais 210 correspondem à área marítima, criada em 1979. A oeste a reserva tem o oceano Atlântico e a este a Ria de Aveiro, distribuindo-se desde Ovar a São Jacinto.

Os terrenos onde se localiza esta área protegida são relativamente recentes, tendo estes adquirido a sua forma atual entre os séculos X e XVII. Até ao século XIX, estes terrenos eram formados por areias e movimento que dificultavam a fixação de plantas, sendo que no final do século se iniciaram os trabalhos de arborização que se prolongaram até à década de 1930. Antes destes trabalhos, existiam na zona inúmeros pântanos. Em 1979 foi criada a Reserva Natural com o objetivo principal
de proteger o sistema dunar e a sua flora e fauna.

A Reserva é constituída por três zonas de características diferentes, cada uma delas com fauna e flora diferenciada: dunas móveis e fixas, que se distinguem pelo bom estado de conservação, uma mata constituída principalmente por pinheiro-bravo, e os charcos de água doce, um local privilegiado de passagem para aves aquáticas migradoras. Estando inserida na Zona de Proteção Especial da Ria de Aveiro, a avifauna é a sua componente faunística de maior realce, com destaque para espécies como o fulmar-glacial, o ganso-patola, o corvo-marinho-de-faces-brancas, a torda-mergulheira e o pato-real.