Oitava Colina

Produzida na colina da Graça, a cerveja artesanal da Oitava Colina permite ao apreciador de cerveja escolher e saber exatamente aquilo que bebe. O projeto, que nasceu num grupo de amigos, conta com três estilos diferentes de cerveja, a Florinda (Lager), a Urraca Vendaval (India Pale Ale) e o Zé Arnaldo (Robust Porter).

Em primeiro lugar, a marca afirma que Lisboa não é a cidade das sete colinas e explica porquê: “quando Frei Nicolau de Oliveira nomeia Lisboa como cidade das sete colinas, fá -lo por puro pretensiosismo. Vista por quem chega a Lisboa do mar, a cidade aparentava ter sete colinas, pois dessa perspetiva o Castelo de S. Jorge tapa a oitava colina, a colina da Graça”.

É com base nesta herança que surge a Oitava Colina, uma cerveja artesanal produzida no bairro da Graça. Fugir ao pré-estabelecido foi o objetivo principal, através da criação de uma cerveja que não é apenas “loira, preta ou ruiva”, mas que permite ao consumidor escolher e saber exatamente aquilo que bebe. Nas instalações da Oitava Colina as cervejas são produzidas exclusivamente a partir de malte, água, lúpulo e leveduras, originando cervejas não filtradas e com carbonatação natural produzida pela própria fermentação.

Zé Arnaldo, Urraca Vendaval e Florinda são as três versões de sabores à venda. A primeira, uma Robust Porter identificada pela cor vermelha, é uma cerveja escura, com maltes doces e torados, cremosa e com espuma densa. A cerveja associada à cor verde, Urraca Vendaval, é uma cerveja India Pale Ale bastante amarga, rica em maltes e aromas cítricos. Por fim, a cerveja de cor amarela, Florinda, tem com leveduras do tipo Lager.

Apesar de poderem ser encomendadas online, as cervejas Oitava Colina já estão à venda em restaurantes, bares, tabernas, lojas de bebidas e hipermercados.