A Mushi é um projeto de cariz essencialmente artesanal que promove práticas de consumo ecológicas e naturais, apostando numa gama de produtos à base de cogumelos. Seguindo o método japonês de cultivo em troncos de árvore, a Mushi proporciona o cultivo em casa de cogumelos shiitake e infusões medicinais que permitem desfrutar do sabor e propriedades destes cogumelos.

Raquel Antunes é bióloga marinha. Depois de um doutoramento na área e de alguns anos a fazer ciência, trabalhou em inovação, na proteção de invenções de biotecnologia. Até que um dia a sua vida mudou. Raquel percebeu que “estava num caminho onde falta o sol, o vento, o cheiro da terra”, conta. Decidiu deixar o escritório, juntar poupanças e construir uma estufa onde começou uma nova aventura. Hoje em dia, Raquel vive uma vida mais natural e feliz e tenta contribuir para um estilo de vida saudável, dando a conhecer a riqueza e a sabedoria que a Natureza esconde. “Uma vez cientista, cientista para sempre…a estufa é hoje o meu laboratório e a natureza a minha ciência”, explica Raquel.

A Mushi aposta num conceito de “grow it yourself”, apresentando uma gama de produtos à base de cogumelos que segue o método tradicional japonês de cultivo em troncos de árvore para produção de um modo artesanal e biológico. Deste modo, a marca desenvolve mini-troncos naturais para produção em casa de saborosos cogumelos shiitake e infusões medicinais que mantêm as propriedades e o sabor deste fungo. Com este método de produção obtém-se assim, através de um “processo completamente natural, sem utilização de fertilizantes ou pesticidas, cogumelos de grande qualidade, sabor e autenticidade, e com alto valor nutricional e gastronómico”, revela a marca. Uma das características dos produtos da Mushi é o facto de serem feitos manualmente e de todos os materiais serem reciclados ou recicláveis, inclusive os troncos onde nascem os cogumelos, que poderão ser reutilizados como lenha após o seu fim de vida.

Sendo um projeto pequeno e familiar, a Mushi “caminha a passos pequenos e convictos”, explica Raquel. Atualmente o objetivo passa por experimentar o cultivo de novos cogumelos de forma a que, no futuro, a marca possa ter ao dispor uma “oferta mais diversificada em termos de variedades e de produtos alimentares à base de cogumelos, mas mantendo sempre o registo familiar e personalizado” que a caracteriza.