Em novembro de 2016, na antiga torre da Oliva, em São João da Madeira, nasceu o Museu do Calçado, orientado para a história da indústria e o design desta arte antiga. Uma visita ao museu é uma viagem de aprendizagem e experimentação ao setor do calçado. Desde o operário ao patrão, passando pelos comerciais, lojistas, consumidores e designers e recuperando memórias individuais e coletivas, o Museu do Calçado evoca histórias, contribuindo dessa forma para divulgar o conhecimento desta arte.

Com seis áreas, este museu apresenta uma secção dedicada ao fabrico tradicional e outra à produção industrial, mas também se conhece a evolução dos sapatos que a sociedade foi calçando, desde a pré-história até ao final do século XX. Na quarta área expositiva apresentam-se sapatos dos principais designers mundiais e os sapatos e histórias de figuras públicas de Portugal. Existe ainda uma sala dedicada à produção artística contemporânea, com obras de artistas nacionais e internacionais que tiveram como inspiração o sapato. O Museu do Calçado dispõe ainda de uma sala de exposições temporárias que atualmente tem uma exposição de Anastasia Radevich, designer de origem bielorrussa.

Em 2017 o Museu do Calçado recebeu três prémios – Inovação e Criatividade, Aplicação de Gestão e Multimédia e Incorporação – e uma menção honrosa – Melhor Museu Português – pela Associação Portuguesa de Museologia (APOM).