É o local ideal para miúdos, mas os graúdos não ficarão indiferentes às memórias que o espaço proporciona. Dedicado ao brinquedo produzido em Portugal, o Museu do Brinquedo Português localiza-se em Ponte de Lima, na Casa do Arnado, junto à ponte romana, e reúne peças exclusivas desde os finais do século XIX até 1986.

São milhares as peças de brinquedos fabricados pela indústria portuguesa que podem ser vistos no Museu do Brinquedo Português e o difícil será escolher a sua preferida. A visita inicia-se no rés-do-chão, com a exposição permanente, onde numa viagem no comboio de zinco se pode conhecer a história de alguns dos mais importantes fabricantes nacionais de brinquedos, mas também descobrir as diferenças entre o brinquedo português e o estrangeiro.

Depois de conhecer quase 200 fabricantes nacionais o visitante chega ao primeiro andar onde encontra peças expostas cronologicamente, possibilitando a descoberta das técnicas de fabrico e das matérias-primas utilizadas ao longo dos anos. Rocas, flautas de folha de flandres, baldinhos de praia em madeira com motivos coloridos, camionetas, barcos, comboios, carros a pedais, triciclos, bonecas em pasta de papel, passando para os brinquedos em plástico ou até estrunfes em pvc, aqui mostra-se tudo o que se fez em Portugal no que à indústria dos brinquedos diz respeito. Os contextos são vários e ajudam a perceber o caminho do brinquedo português ao longo dos tempos.

A experiência termina com a visita à Sala Arlo (uma recente sala expositiva inaugurada a 4 de março), à Sala de Exposições Temporárias e à Loja do Museu do Brinquedo onde é possível encontrar exemplares curiosos e brinquedos únicos que podem ser levados para casa pelos visitantes.

O Museu do Brinquedo Português pode ser visitado de terça a domingo e a entrada tem o custo de três euros para o público em geral. Além disso, no primeiro sábado de cada mês é organizada a atividade Vamos Brincar, que envolve as crianças e os pais na partilha de brincadeiras.