A Dois Corvos foi fundada pelo casal Susana Cascais e Scott Steffens em outubro de 2013. Scott fez a primeira cerveja caseira em meados dos anos 90, tendo vivido toda a sua vida adulta em Seattle, nos EUA, onde existe uma forte cultura da cerveja artesanal. Susana viveu dez anos nesta cidade norte-americana e trabalhou com um produtor de cerveja artesanal de larga escala durante vários anos. Em 2013 perceberam que não havia nenhuma fábrica de cerveja artesanal em Lisboa e fundaram a Dois Corvos com o objetivo de “partilhar uma nova cultura cervejeira com a cidade de Lisboa e com Portugal”, revelam. A primeira cerveja Dois Corvos foi servida em julho de 2015.

A marca garante que tem como objetivo criar cerveja de qualidade “que seja apelativa e acessível a todos”, encontrando para isso os ingredientes mais adequados a cada cerveja, seja “malte do Reino Unido para uma Stout, uma levedura belga para uma Saison ou um lúpulo americano frutado para uma IPA”. As cervejas com o rótulo Dois Corvos são feitas numa fábrica em Lisboa.

No Tap Room da cervejeira, uma espécie de sala de provas no bairro de Marvila, em Lisboa, estão disponíveis mais de uma dezena de cervejas de produção própria para beber, saídas diretamente das torneiras, e tantas outras de edição limitada ou sazonal. Para acompanhar há uma variedade de petiscos, como queijos, chouriço assado, pizzas e focaccias.

Em 2017 a marca adquiriu um novo equipamento que permitiu duplicar a capacidade de produção, “abrindo portas a um novo momento de crescimento”, revela a Dois Corvos. 2017 foi também o ano em que a marca somou mais prémios aos que já tinha conquistado, destacando-se a eleição do Tap Room como o Melhor Bar de Cerveja em Lisboa por parte da revista Timeout ou a classificação como Best Brewery in Portugal atribuída pela Ratebeer, o mais popular site de informação sobre cervejas.