O Choose our Food, projeto crido pela Odiana, Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana, tem em 2018 o seu ano de conclusão. O balanço não podia ser mais positivo e o futuro passa pela continuidade deste projeto que criou uma rede de cooperação que permite divulgar os produtos agroalimentares de uma região que tem tanto de rico como diverso.

Este ano é oficialmente o ano de termo do Choose our Food, mas para compreender a história e a importância deste projeto para a região do Baixo Guadiana é necessário recuar até 2016. Em março desse ano a candidatura do Choose our Food, apresentada pela Odiana, Associação para o Desenvolvimento do Baixo Guadiana, ao SIAC – Sistema de Apoio a Ações Coletivas, PO CRESC Algarve 2020 foi aprovada. Consciente de que, apesar da excelência dos produtos, estes eram mais facilmente exportados do que vendidos nos espaços comerciais do território, que as unidades hoteleiras encontravam dificuldades na aquisição dos mesmos e que nas cadeias de supermercado estes eram menos competitivos, a Odiana apostou na criação de uma iniciativa que permitisse qualificar e promover os recursos identitários da região, construindo uma rede de cooperação no setor agroalimentar.

Num território que prima pela diversidade e riqueza, estes produtos agroalimentares remetem para tradições e saberes intrínsecos à população. No Baixo Guadiana a gastronomia de base mediterrânica varia consoante a época do ano e a localidade. Se, na primavera, reinam as sopas de tomate, as ovas de saboga, os borregos assados no forno e os ensopados, o verão é tempo de peixes do rio ou da costa e do afamado gaspacho. Se visitar esta região no outono, garantidamente vai deliciar-se com os pratos de caça, como o coelho, o javali ou a perdiz. Na época mais fria aquecem o estômago os pratos de porco e os cozidos e açordas. Já na doçaria são as receitas de alfarroba, amêndoa, figo e mel que prevalecem. Tudo isto sem esquecer as ostras, as conquilhas, o atum e o “presunto do mar”, a muxama. A complementar está o sal de Castro Marim. Perante esta diversidade gastronómica, Valter Matias, diretor da Odiana, não tem dúvidas de que a região tem “saberes e sabores juntos à mesma mesa que perfazem um cardápio de produtos e receitas simples, mas ricas”.

Para aproveitar esta riqueza, ao longo dos últimos dois anos não faltaram iniciativas e eventos desenvolvidos no âmbito do Choose our Food. Numa vertente de certame local, a associação trouxe o mini-chef Pedro Jorge, concorrente do programa Masterchef Júnior, até à “Terra de Maio” para confecionar e promover os produtos numa iniciativa em que o grande destaque foi a cabra de raça algarvia e os seus derivados.

O “Dia do Pequeno Almoço” foi um dos projetos que a Odiana organizou, em parceria com o Praia Verde Boutique Hotel, com o propósito de “criar a necessidade de disponibilizar as iguarias locais na hotelaria”, explicou Valter Matias. Neste evento os “vencedores foram os visitantes do hotel que puderam provar e comprovar as iguarias locais”, indicou Gustavo Martins, diretor-geral do Praia Verde Boutique Hotel, um espaço localizado na Praia Verde, em Castro Marim, que se caracteriza pela informalidade, simpatia e disponibilidade. Neste “Dia do Pequeno Almoço” os clientes do hotel puderam experimentar iguarias locais e conversar com os seus produtores. Para o Praia Verde Boutique Hotel, a entrada no Choose our Food representa a crença “na região, em todo o potencial por explorar e na qualidade que os produtos locais oferecem”, evidenciou Gustavo Martins. O responsável pela unidade hoteleira garante ainda que o projeto é uma forma de combinar e divulgar sabores autênticos e naturais.

Além destes eventos, o Choose our Food incluiu um diagnóstico do tecido produtivo do território, sessões de capacitação e esclarecimento e o fomento de projetos de investigação entre os produtores e a Universidade do Algarve. “Atualmente estamos a preparar um guia técnico de apoio ao produtor (…), ultimamos um vídeo promocional que será apresentado em breve e estamos em processo de revisão do Roteiro dos Sabores, um mostruário de produtos e receitas do Baixo Guadiana”, acrescentou Valter Matias.

Com a participação de empresários e produtores, o diretor da Associação considera que o projeto “se tem vindo a desenrolar num contexto progressivo” e faz um balanço positivo, revelando que este é o “projeto da Odiana que mais produtores e empresários conseguiu reunir”. Rui Jerónimo, que criou a Feito no Zambujal em 2012, é um dos produtores que participa no Choose our Food. A empresa, que agrega as referências geográficas e sentimentais do seu criador, comercializa enchidos, presuntos e derivados de porco preto mantendo a tradição, o respeito pelos ciclos da natureza e a qualidade, sem esquecer a introdução de inovação. “O Choose our Food vem exatamente de encontro àquela que tem sido a nossa linha de orientação e a nossa prática desde que iniciamos esta empresa e por isso sempre nos sentimos muito integrados neste projeto”, explica Rui Jerónimo.

Apesar de o projeto ter 2018 como ano de conclusão, Valter Matias acredita que “muita coisa havia ainda por fazer” e que o importante é que “o trabalho e as atividades se mantenham”. A relação e as sinergias estabelecidas permitirão a prossecução deste projeto através de “uma nova candidatura, para uma segunda etapa do Choose, para que o trabalho iniciado tenha uma continuidade”. Esta nova fase permitirá o desenvolvimento efetivo de um plano estratégico direcionado aos produtores, tendo em conta os mercados externos e os principais concorrentes.