Num dos mais antigos e históricos edifícios de Arraiolos localiza-se o Centro Interpretativo do produto tradicional mais identificativo desta vila do Alto Alentejo. O Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos tem como missão promover o estudo e divulgação desta arte antiga.

O Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos é um espaço museológico permanente que visa garantir o estudo, divulgação, conservação, proteção e valorização do tapete de Arraiolos enquanto património artístico e etnográfico, na sua vertente material e imaterial.

Aberto ao público desde 2011, o espaço localiza-se num dos mais antigos edifícios da vila de Arraiolos, na praça do município. O acervo do Centro Interpretativo do Tapete de Arraiolos é composto por quatro coleções: Coleção Tapetes de Arraiolos, Coleção Etnográfica, Coleção Sub-Tenente Piteira e Coleção Paróquia Nossa Senhora dos Mártires. Estas coleções incluem objetos que se integram nas artes decorativa, etnográfica e arte sacra, como tapetes, faiança, mobiliário e peças etnográficas associadas à produção dos tapetes. A visita ao Centro, que tem o custo de um euro, permite ainda a observação parcial de um complexo tintureiro de grandes dimensões para tingimento de lãs constituído por mais de 100 fossas escavadas no substrato geológico, inéditas em Portugal tanto pelo número como pela sua concentração.

Desde a inauguração, este espaço museológico já conquistou três prémios: Prémio “Melhor Projeto Público 2013”, atribuído pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo; vencedor na categoria “Reabilitação na Construção” dos Prémios Construir 2014; e Prémio “Mais Património”, entregue pela revista Mais Alentejo.