Em terra de marisqueiros, o perceve é rei. A tradição da apanha do perceve está presente até aos dias de hoje e representa um importante contributo para a economia das famílias de Vila do Bispo. Para dar a conhecer este produto típico é organizado o Festival do Perceve, que se assume como o principal evento da cidade, conta David Correia, vice- presidente da Associação dos Marisqueiros da Vila do Bispo e da Costa Vicentina.

Vila do Bispo é terra de marisco. O que diferencia o marisco desta localidade?
Sem dúvida que Vila do Bispo tem um dos melhores mariscos do mundo, sendo que para isso contribui a estrela maior, o perceve. Mas, desengane-se quem pensa que Vila do Bispo só tem excelente perceve, porque também a lapa, o burgau, o mexilhão, a navalheira e a moreira frita são de qualidade superior.

Quais as características da região que potenciam a qualidade do marisco?
O concelho de Vila do Bispo encontra-se no ponto mais a sudoeste da Europa, o que faz com que seja bastante castigado a nível de ventos e maresias. Mas esses fenómenos da natureza são benéficos para o marisco. As águas revoltas e bastante oxigenadas fazem com que o marisco se desenvolva rapidamente. Por outro lado, a captura fica mais difícil perante essas adversidades, como é possível verificar em dois filmes que a Associação dos Marisqueiros de Vila do Bispo e Costa Vicentina (AMVBCV) realizou.

O Festival do Perceve é um dos eventos promovidos pela Associação. Qual a sua importância para a região?
O Festival do Perceve é o evento de maior importância organizado pela AMVBCV e um dos eventos que traz maior número de visitantes ao concelho de Vila do Bispo. Na última edição, em 2017, contamos com cerca de 12 mil visitantes. Este ano, na VII edição que irá decorrer de 14 a 16 de setembro, esperamos contar com o mesmo número de visitantes, mas gostaríamos de crescer, apesar de estarmos limitados ao espaço existente. O Festival tem como objetivo dar a conhecer os sabores da nossa terra, principalmente da estrela maior, o perceve. No entanto, nos três dias do evento Vila do Bispo tem muito mais movimento e conseguimos ver que esta localidade só ganha com a sua realização, uma vez que são milhares as pessoas que visitam a vila no mês de setembro.

Leia a restante entrevista na compra da edição 11.